Abaixo compartilho com vocês uma carta (isso mesmo, uma carta) que recebi de uma das alunas da DSA. Ela enviou para o suporte que encaminhou para o meu e-mail.

Em respeito à privacidade a que todos tem direito, vou omitir o nome dela e de algumas instituições que ela cita na mensagem. O objetivo é discutir algumas das reflexões que ela trouxe. Muito válidas, por sinal.

Aqui está:

---------------------------------

Olá Daniel,

Com certeza você sabe que seus cursos têm uma qualidade imensa, mas eu fiquei com vontade de dividir minha história com você, para que você saiba o quão grande é a qualidade do seu trabalho internacionalmente.

No ano passado eu conclui com mérito minha pós-graduação em Business Analytics na XPTO University, uma das dez melhores universidade do Reino Unido. No começo deste ano eu comecei a trabalhar com análise de dados para uma empresa de telecomunicações, XZPTO, aqui no Reino Unido.

Como parte do meu desenvolvimento profissional, a minha empresa contratou a XXXZPTO para me incluir em um programa de aprendizado. O planejamento do programa é maravilhoso, começando com Excel, Power BI, estatística, R, Python, SQL entre outros. Este programa tem duração de 18 meses, com carga horária acima de 400 horas. O valor do investimento é de £15,000, (R$115.000). Um investimento imenso. Eu estava muito feliz, nas nuvens pensando que em menos de dois anos eu seria uma profissional com conhecimentos excelentes. Meu plano era fazer em paralelo o curso Formação Cientista de Dados com vocês. Assim qualquer gap no idioma seria suprido e ao mesmo tempo eu iria estar aprendendo duas vezes, o que aumentaria ainda mais meus conhecimentos.

Pois bem, pelo valor do investimento do programa da XXXZPTO, eu imaginava que a qualidade seria enorme. Mas que decepção, eu gostaria de poder enviar um dos materiais para você conseguir entender como a qualidade é baixa. Eu estou aprendendo Power BI em documentos em word baseado em versões antigas, no qual vários passos a passos estão errados. Eu acabei de concluir as ‘’60’’ horas do curso de Power BI, e o trabalho final foi acessar o link de um dashboard já pronto, fazer uns passos a passos e enviar o print screen.

Imagina a minha decepção, principalmente porque tudo o que eu não tenho no momento é tempo. Eu estou fazendo cinco curso complexos, estudando GCSEs em matemática e inglês, isso é um requisito do governo para o programa de aprendizado. Eu também estou estudando conhecimentos gerais para o processo de cidadania. Tirando minha carta de habilitação daqui, entre outros cursos. Eu não sei o que é final de semana faz tempo, mas eu faço tudo isso com muita dedicação e orgulho já que eu sei que é para atingir algo melhor.

Eu contratei o curso de Formação Cientista de Dados, mas eu já sabia que eu só iria poder começar o curso em Maio, já que eu não tenho tempo. Mas pela baixíssima qualidade do treinamento da XXXZPTO, eu estou tendo que fazer o curso gratuito de Power BI da DSA rapidamente. E que curso, que QUALIDADE, eu fico com vontade de agradecer todos os dias que eu acesso o curso, juro, aquele botão de suporte eu sempre quero escrever ‘’muito obrigada’’ por ter criado um curso tão fantástico. Um curso que tem começo, meio, fim e extras. É gostoso de fazer, eu quero ficar estudando mais do que o meu planejado. Eu não vejo a hora de ter meus finais de semana só focados para este curso.

Bom, eu queria escrever para contar a minha história e principalmente o fato de que uma outra instituição 98% mais cara não consegue ter nem 1% da qualidade de vocês. Eu realmente indico que vocês estudem a possibilidade da DSA investir neste programa de aprendizado no Reino Unido. É um programa apoiado pelo governo, então o pagamento é descontado do imposto da empresa.

Eu tenho muita gratidão pela Data Science Academy, eu sei que por causa de vocês eu vou ser uma profissional com excelência no futuro. A minha meta para este ano é de poder transbordar minha gratidão pela DSA, dando de presente um curso para uma adolescente carente. Talvez alguém da minha própria cidade ou vocês podem me indicar uma instituição carente que vocês já trabalhem. Assim, eu consigo transbordar minha gratidão, e talvez transformar o futuro de alguém.

Muito obrigada e um grande abraço,
Aluna

---------------------------------

A carta da aluna tem várias reflexões super valiosas para todos nós. Uma das principais é que a internet permitiu a clara democratização do conhecimento. Se décadas atrás o conhecimento era gerado exclusivamente por universidades ao redor do mundo, hoje não mais. Qualquer pessoa que detenha o conhecimento, especialmente em tecnologia, pode transmitir para pessoas em qualquer parte do planeta.

Assim como você não precisa estar dentro de uma igreja para praticar sua fé, não precisa estar em uma universidade para gerar conhecimento. A pandemia apenas escancarou isso para todos que ainda tinham dúvidas.

Esse assunto ainda é um grande tabu, principalmente no Brasil, onde títulos e diplomas transformam qualquer um em autoridade máxima e qualquer tentativa de debater o assunto se transforma em troca de agressões. Mas o mundo e a educação vão se transformando independente daqueles que insistem em não perceber.

As universidades ainda tem um papel fundamental na geração do conhecimento e na pesquisa, mas esse papel vai sendo cada vez mais compartilhado com pessoas fora desse círculo.

Outra questão é sobre o programa do referido curso que ela citou. No Reino Unido, uma das nações mais prósperas do planeta, estão estudando Power BI, Python, R, Estatística e análise de dados de um modo geral. Muitos no Brasil ainda se perguntam se “vale a pena” estudar esses assuntos. Como colocamos em várias aulas: muitas dessas tecnologias não existiam 10 anos atrás e talvez não existam daqui 10 anos. Se você se propõe a trabalhar com tecnologia precisa estar preparado para constante evolução, aprender, reaprender, aprender novamente e permanecer em “learning mode”. Neste momento, claro que vale a pena estudar essas tecnologias e áreas de conhecimento.

Outra reflexão (debate que já trouxemos na Timeline em outras oportunidades) é sobre os cursos de pós-graduação. Mesmo tendo concluindo a pós, a aluna foi fazer vários outros cursos complementares especialmente com conhecimento prático. A pós-graduação (incluindo o MBA) não tem atualmente o mesmo efeito que tinha 15 ou 20 anos atrás. Não é mais diferencial. E como a concorrência educacional é cada vez maior, muitos cursos de pós entraram na batalha e questões acadêmicas foram deixadas de lado.

Recentemente eu li no noticiário que diversas universidades ao redor do mundo estão fechando, especialmente as particulares. Não conseguiram se reinventar com a pandemia, que aumentou em mais de 25% a oferta de cursos online.

Outro fenômeno é o crescimento do homeschooling, onde os pais estão educando os próprios filhos em casa. Houve um crescimento considerável por conta da pandemia, em alguns casos por acreditarem no poder da educação personalizada e pelo fato dos pais estarem trabalhando de casa, em outros casos para economizar no pagamento de mensalidades de escolas particulares.

Como a batalha por obtenção de diplomas vai aumentando, sabem o que será o diferencial profissional daqui em diante? Conhecimento prático. Saber fazer. Já temos hoje uma geração inteira repleta de diplomas e títulos, mas parece que cada vez menos pessoas que saibam realmente fazer uma análise, resolver problemas, entregar soluções. Não sou contra diplomas e títulos, desde que sejam usados para pavimentar o caminho para o conhecimento. Por isso, escolham com sabedoria.

Outra reflexão é sobre gratidão, sentimento que vai se tornando escasso nos dias de hoje. Todo mundo sempre reclamando de tudo. Em meio a uma pandemia, só o fato de acordar com saúde já devera ser motivo para agradecermos. Todos os dias.

Por fim, por que não ajudar uma pessoa carente presenteando com um curso online? A DSA já faz sua parte com 5 cursos gratuitos de excelência. Pensem no poder transformador se o seu próximo presente ao filho, sobrinho ou amigo fosse um curso de capacitação! Ou ainda se ajudasse um único jovem carente.


Muitas reflexões. Pensem sobre isso.
.